18 de fevereiro de 2022

Guia de Cafeterias: Ribeirão Preto (SP)

Compartilhar:

‘Ribeirão Preto, terra do café’. O trecho do hino é antigo, mas o bom café é bem atual. A cerca de 300 quilômetros da capital do Estado de São Paulo, a cidade do interior é famosa pelos antigos cafezais e canaviais da região, fazendo com que, no final do século 19, a Companhia Mogiana de Estradas de Ferro chegasse até a cidade para viabilizar o carregamento de café.

A Califórnia Brasileira – apelido dado pelo potencial e força econômica do local – é considerada um polo gastronômico e cervejeiro, além de abrigar diversas cafeterias focadas em cafés especiais. A localização da cidade é acessível aos produtores da Alto da Mogiana e Sul de Minas.

Confira uma seleção de cafeterias que o PDG Brasil escolheu para você conhecer um pouco mais sobre a cena de cafés especiais na cidade. Lembrando que, se você conhece alguma cafeteria que não esteja aqui, pode sugerir lá no Instagram do PDG Brasil. Assim você ajuda a gente a garimpar esse universo fascinante das cafeterias do Brasil. 

Você também pode gostar de conhecer o nosso Guia de Cafeterias: Rio de Janeiro (RJ).

cafeteria ribeirão preto

Alarcon

Inaugurada em outubro de 2018, a casa localizada no bairro Alto da Boa Vista já é bem conhecida na cidade. O ambiente interno conta com paredes envidraçadas e ar condicionado, dando elegância e conforto à casa. Do lado de fora, o pergolado compõe o paisagismo, para quem deseja prosear ao ar livre – e, claro, provar um bom café.

Além de um espaço moderno, a cafeteria e restaurante do proprietário Danilo Alarcon conta com um extenso cardápio. Para beber, os consagrados cafés coados são sempre uma boa pedida – prove no método V60. Porém, para variar, vá de Cappuccino Dolce Citrus, nas versões quente ou gelado.

Para comer, aposte no waffle de pão de queijo. A porção vem com quatro unidades, e podem ser acompanhadas de requeijão, geleia de frutas vermelhas ou doce de leite.

Eles também são produtores e torrefadores do próprio café, e essa intimidade da semente à xícara é a alma do negócio. Trabalham sempre com o mesmo blend, um catuaí vermelho e amarelo de 85 pontos, do sítio deles em Franca (SP).

Caso prefira pedir online, são comercializados pacotinhos de 250 g, 500 g e 1 kg em grãos ou moídos, além de cápsulas de café, todos da marca da casa. 

café ribeirão preto

Cheirin Bão

Comemorando três anos de existência em fevereiro de 2022, a cafeteria da proprietária Talita Capece, localizada no bairro Jardim São Luiz, é também um empório de quitutes caseiros, que vai de doce de leite a cachaças. A sócia conta que o diferencial da casa é proporcionar para os clientes a experiência de degustar um grão selecionado, moído na hora. No cardápio de bebidas, destaque para o Cappuccino de Avelã com adicional de chantilly. Mas, se a ideia é mesmo um café, vá de um coado na Chemex ou o espresso. Para mastigar, peça o pão de queijo maçaricado ou o sanduíche de pão de queijo com linguiça.

A casa trabalha com quatro tipos de grãos: o Bão – notas de frutas vermelhas e corpo médio; o Mió – blend de frutas vermelhas com amarelas e finalização doce; o Moca – café intenso com notas de chocolate; e o microlote – uma remessa de lote especial vinda a cada seis meses, variando as notas sensoriais – este acima de 85 pontos.

Os cafés são comercializados em pacotinhos de 250 g, em grãos ou moído, inclusive, o cliente pode pedir para moer na hora e levar fresquinho.

cafeteria interior sp

Day Off

Recém-chegada ao mundo desde julho de 2021, essa bela cafeteria já é point conhecido na cidade, localizada no bairro Jardim Botânico. A casa dos sócios Felipe Ribeiro e Rainer Faria tem por filosofia valorizar o café por meio das pessoas. Para tanto, frisam que o bom atendimento e produtos de qualidade entregam um trabalho de excelência.

Quando a fome apertar, experimente a Canastra Quente – pão francês com queijo canastra derretido. Que tal combinar com o Pra Já, um filtrado com o ótimo grão W2, da Wolff Café? Há também os filtrados nos métodos V60 e Aeropress, além de espressos. Se a opção é refrescar – nessa cidade em que o clima quente predomina – o frisson da casa é o suco de açaí, ou peça uma jarra de café gelado de 400 ml se for dividir com alguém – eu beberia sozinho tranquilamente.

Para levar, há pacotinhos de 250 g de café em grãos ou moído na hora. O café que se destacou recentemente é o Papaya do Verena Café – um excelente café fermentado com notas de mamão e cacau, já degustado (e aprovado) pela editora do PDG Brasil. São 10 opções de café de todos os perfis, todos acima de 86 pontos.

Os cafés são torrados pelo parceiro Wolff Café, de Hugo Wolff. A casa conta com equipamentos de ponta, como a máquina de espresso La Marzocco e moinhos Mahlkonig, pilotados por baristas qualificados para entregar uma boa experiência.

Na lojinha online é possível encontrar a aparelhagem completa para baristar em casa, como o kit V60 ou a prensa francesa. Se você não quiser arriscar, lá vende a caneca e um pacotinho de café, com notas de damasco, camomila, doce de leite e tamarindo – lembrou de algum seriado, né?

café especial ribeirão preto sp

Grassy Caffè

Localizada no bairro Jardim São Luiz, a sofisticada cafeteria nasceu em março de 2015. Mas as atividades no setor já começaram em 2007 com a venda e locação de máquinas de café espresso, conta o sócio Raphael Ferraz.

A torra é realizada ali mesmo, garantindo o frescor dos cafés, que, além de serem consumidos na loja, podem ser moídos na hora para o cliente levar para casa. Tem uma carta com cinco opções de cafés, onde os grãos se revezam.

Os cafés gelados são os mais procurados, porém, os coados não ficam para trás, podendo ser nos métodos V60, Aeropress, Chemex ou prensa francesa. Para acompanhar, os bolos caseiros fazem sucesso por ali. Caso prefira um salgado, peça um panini canastra, feito com queijo – campeão mundial na categoria –, um meia cura de Delfinópolis.

Os cafés da linha Especial Grassy são escolhidos pelo especialista da casa, sempre com uma curadoria especial para harmonizar os aromas e entregar uma experiência surpreendente.

No cardápio online é possível conferir outras opções de consumo – principalmente, de bons cafés especiais.

cafeteria interior de sp

Marê Café

A cafeteria, situada no Jardim Sumaré, acaba de completar quatro anos. Com uma fachada charmosa, a casa do sócio-proprietário Zitto Rocha (foto abaixo) preza pela harmonização dos comes com os cafés servidos ali.

Para obter uma intensidade de sabor e aromas mais destacados, a sugestão da casa é o espresso duplo curto. Porém, o vasto cardápio permite experimentar vários itens diferentes. Um exemplo é o Laranja Mecânica, com suco de laranja, cold brew preparado na casa e xarope de anis, também preparado artesanalmente na cafeteria. Para comer, as tartines são bem procuradas, especialmente a de ovos mexidos, com presunto, mussarela e um toque de raspas de limão, receita secreta da casa. Não saia sem provar um dos imperdíveis bolos que a Mari Martins, uma das sócias da casa, produz ali mesmo. 

A lojinha é recheada de cafés em grãos, e caso o cliente queira moído, isso é feito na hora para ele. Ali são torrados cafés de marca própria, mas também compram cafés de outras microtorrefações.

Os pacotinhos são inspirados em bandas como Led Zeppelin, The Doors e The Beatles. No espresso há o Satisfaction, um café doce de 84/85 pontos. Já nos filtrados, a casa oferece quatro grãos: o Alabama Coffee leva notas de vinho, cachaça e carvalho; o Pink Pepper tem notas de limão siciliano e pimenta rosa; o Zepplemon, com notas de limão galego e baunilha; e o Paradise carrega notas florais, rapadura e frutas amarelas maduras que remetem à manga – esse foi campeão do Concurso de Qualidade da Alta Mogiana, premiado com 92,63 pontos. Além disso, os baristas ajudarão a escolher entre os mais de 10 métodos diferentes de extração – Aeropress, Arame, Bodum, Syphon, V60 e Woodskull são alguns deles. 

barista sp

Acabamos de conferir um pouco do que a cidade tem a oferecer na cena do café. O ar da clientela exigente combina com a qualidade e a busca por inovação que os profissionais que tocam o barco na cidade entregam com maestria. De diferentes perfis, os frequentadores têm o privilégio de apreciar cafés de qualidade em uma cidade com enorme potencial de crescimento, que vem do DNA de Ribeirão Preto. Conte no nosso Instagram como foi conhecer algumas dessas excelentes cafeterias, e fique à vontade para indicar outras.

Créditos: Chris Borkent (destaque); Divulgação Alarcon; Divulgação Day Off, Divulgação Grassy Caffè; Mariana Martins/Divulgação Marê Café.

Observação: Os Guias de Cafeterias são uma produção quinzenal do PDG Brasil, com sugestões de cafeterias de diversas cidades do país. Pela diversidade de opções, algumas cidades contam com mais de um roteiro. Sugira as suas preferidas em nossas redes sociais. Conheça os nossos outros guias e outros artigos sobre cafeterias aqui.  

PDG Brasil

Quer ler mais artigos como este? Assine a nossa newsletter!

Compartilhar: