10 de novembro de 2021

Torrefação turbinada: como diversificar para faturar mais

Compartilhar:

A maioria dos proprietários de empresas sabe da importância de diversificar os fluxos de renda. Eventos econômicos recentes – incluindo a pandemia Covid-19 – nos mostraram o quão importante é garantir que você não dependa exclusivamente de uma única fonte de renda.

Para os torrefadores de café, uma série de oportunidades de diversificação se materializou nos últimos anos. Do comércio eletrônico à venda de equipamentos, as torrefações estão oferecendo mais produtos e serviços aos clientes mais do que nunca.

Para saber mais sobre exatamente como os torrefadores podem diversificar sua renda, conversamos com três pessoas que trabalham em torrefação. Continue a ler para descobrir o que eles disseram.

Você também pode gostar de Passo a passo, como montar a sua nova torrefação de café.

O que é diversificação de portfólio e por que é importante?

Ao construir um negócio, é uma boa ideia começar com um produto “principal”. Essa oferta principal é normalmente o coração do seu negócio e, muitas vezes, o motivo pelo qual você começou: um produto ou serviço único pelo qual você acha que as pessoas vão pagar.

Mas, mesmo se você for bem-sucedido, com o tempo, depender de um único fluxo de renda – independentemente da demanda crescente – pode deixar sua empresa vulnerável.

Digamos que, por exemplo, seu modelo de negócio seja baseado apenas na venda para cafeterias. Mas o que acontecerá se elas fecharem e todos os seus clientes congelarem ou cancelarem seus pedidos?

A diversificação é, entre outras coisas, uma excelente forma de mitigar e minimizar riscos. Felton Jones é o gerente da fábrica e chefe da torrefação da PJ’s Coffee em Nova Orleans. Ele contou como a diversificação ajudou a marca a se manter lucrativa como fornecedora.

“Garantir que expandimos nossas ofertas para incluir uma série de itens que complementam nosso café torrado nos dá a capacidade de permanecer lucrativos”, diz ele.

“Além disso, sermos mais diversificados nos permite absorver as flutuações dos preços do mercado de café sem a necessidade de alterar frequentemente os preços para nossos clientes. Isso, por sua vez, nos permite ter a mente mais aberta e nos permite considerar uma gama mais ampla de produtos além do café.”

Maren Ernst é a proprietária da Ernst Kaffee em Colônia, Alemanha. Ela diz: “O ano passado mostrou como as coisas podem mudar rapidamente. Nossa receita mudou das vendas de grãos no varejo para o atacado e comércio eletrônico. Isso apenas mostra como é importante ser diversificado”.

“Além disso, a diversificação mantém você atualizado. Garante que você não fique preso a um nicho e ‘faça o que sempre faz’ – abre oportunidades.”

Por sua vez, a diversificação pode ajudar os torrefadores a atrair, e a manter, novos clientes. Os hábitos do consumidor estão em constante evolução e, ao se adaptarem e permanecerem ágeis, as torrefações podem evoluir com eles.

Lee Harrison é o Diretor Sênior de Café e Torrefação Joe Coffee Company. Ele diz: “Se por algum motivo (uma pandemia, talvez) a frequência de clientes de varejo com os quais contamos cair repentinamente, podemos contar com nossas linhas de negócios de atacado e distribuição”.

“Pensando nisso, procuramos desenvolver e oferecer uma gama de produtos que atendam às mais diversas necessidades ou desejos do consumidor. Isso inclui preços variados, perfis de torra e origens – todos conectados por valores de Joe Coffee.”

O que você deve considerar ao adicionar um novo produto?

Todos os três entrevistados observam um fator acima de tudo quando pensam em um novo produto ou uma oportunidade de diversificação: a demanda.

“Muitos fatores desempenham um papel quando decidimos adicionar novos produtos”, diz Felton. “Primeiro, ouvimos os clientes. Nossos clientes fiéis compartilham feedback valioso sobre sabores, origens e muito mais.”

“Também observamos as tendências de perto. Ser proativo e testar novos produtos com base nas tendências do setor dá à nossa equipe de desenvolvimento de produtos uma vantagem.”

Esses novos produtos podem ser qualquer coisa, desde a revenda de equipamentos caseiros para a preparação de café até uma nova linha de cafés mais exclusivos e mais caros.

Maren concorda: “O principal fator para estender nossa oferta é a demanda do cliente. Quando começamos, não planejávamos negócios no atacado, mas cafés e restaurantes nos procuraram e começaram a perguntar se poderiam comprar e servir nosso café. De certa forma, fomos ‘forçados’ a diversificar”.

A demanda por si só não é tudo, no entanto.

Lee diz: “Assim que entendemos o que os clientes desejam, desenvolvemos produtos que se encaixam em nossos valores. Um novo produto deve atender à demanda do consumidor e aos valores da Joe Coffee antes de ser colocado no mercado”.

Certificar-se de lançar apenas produtos e serviços que atendam à identidade de sua marca e se alinhem com seus valores é importante. E certifique-se de se concentrar em sua oferta principal também – adicionar um fluxo de receita que prospera às custas de outro não é a verdadeira diversificação.

“Seus principais produtos sempre devem permanecer como prioridade”, diz Felton. “Tomar decisões para trazer novos produtos pode ser caro e uma distração geral, se você não for cuidadoso.”

“Os principais produtos também fornecerão a base para você ser criativo e experimentar novas ofertas e novas ideias. É imperativo que você não retire o produto principal, pois é a chave para sua marca.”

Pesquisar é importante

Então, você identificou um nível adequado de demanda para um novo produto ou serviço. Qual é o próximo passo? Avançar para o desenvolvimento e lançamento de produtos?

Não. Antes de fazer qualquer outra coisa, faça sua pesquisa. Um artigo da Forbes diz: “Uma empresa sustentável precisa constantemente de novas ideias para satisfazer as demandas crescentes dos consumidores, mas muitas vezes novas ideias falham por causa de pesquisas de mercado inadequadas.

“O acesso a insights que podem otimizar sua oferta de produtos atuais e futuros e ajudar a conectar suas marcas aos consumidores certos da maneira certa é fundamental.”

Não existe uma solução única para todos os casos de pesquisa de mercado quando se pensa em um novo produto. Uma boa pesquisa vem em várias formas diferentes. Eles variam de relatórios em grande escala que mostram hábitos de consumo e dados estatísticos a grupos de foco, uma avaliação de concorrentes ou até mesmo pesquisas internas sob medida.

“Pesquisamos nossa equipe, nossos clientes, coletamos dados de nossos ambientes de varejo e atacado e fazemos nossa própria pesquisa de mercado para entender os preços e a qualidade de um tipo de produto ou setor específico”, diz Lee.

“Não temos acesso a dados de pesquisas de consumo em grande escala, mas alguns de nossos parceiros de atacado têm. Foram os dados deles, às vezes, que nos ajudaram a nos mover em certas direções.”

Felton também usa métodos de pesquisa semelhantes.

“Mantemos amplas discussões internas, inclusive com nosso pessoal corporativo, e também temos um comitê de bebidas composto por funcionários corporativos e franqueados.”

“Relatórios de tendências de mercado de organizações como a SCA e NCA também são extremamente úteis.”

Produtos e exemplos

Existem tantas maneiras diferentes pelas quais os torrefadores podem diversificar e adicionar novos produtos. As empresas que geralmente vendem para cafeterias podem começar a vender café direto ao consumidor, por exemplo. Essa foi uma grande mudança para muitos durante a pandemia de Covid-19.

No entanto, seu novo fluxo de receita não precisa necessariamente envolver uma mudança de público – pode significar lançar um novo produto para os mesmos clientes em potencial.

O equipamento é um ótimo exemplo. Por exemplo, torrefadoras que vendem café para consumidores domésticos por meio de uma loja na web podem adicionar acessórios de preparo e moedores domésticos. Da mesma forma, os fornecedores atacadistas podem aproveitar a oportunidade para “empacotar” seu café com equipamentos comerciais, como moedores e máquinas de café espresso.

Outra oportunidade é alavancar o conhecimento e a experiência da marca para educar os consumidores. Isso pode significar a realização de webinars, workshops ou aulas – virtualmente ou pessoalmente. As áreas de enfoque podem variar de xícaras e conhecimentos gerais sobre café até preparação e torrefação.

Maren, que fundou a Ernst Kaffee com uma cafeteria e torrefação para clientes de varejo, diversificou-se para oferecer workshops e aulas, abrir uma loja na web e começar a vender no atacado.

“A diversificação ajuda nosso negócio a não depender de um pilar de negócios ou cliente”, diz ela. “Isso nos fez crescer passo a passo de forma muito saudável.”

Lee acrescenta: “Nossos produtos de maior sucesso são aqueles com os quais as pessoas podem se conectar. Entre nossos cafés, são os cafés mais complexos com os quais eles se familiarizam com o tempo, enquanto buscamos o equilíbrio nos cafés que vendemos aos consumidores domésticos”.

“Acho que qualquer oferta de produto pode ser bem-sucedida, desde que seja adequada para os clientes que irão comprá-la, e consistente em termos de qualidade.”

Se for bem-sucedida, a diversificação não o impedirá de ficar vulnerável se as coisas mudarem – também pode aumentar o reconhecimento da marca. Isso é importante para conquistar novos clientes e ajudará você a vencer os concorrentes.

No entanto, Felton diz que manter novos produtos sustentáveis a longo prazo exigirá tempo e recursos.

“O reconhecimento da nossa marca está melhor do que nunca”, diz ele. “Mas, embora essas mudanças tenham tido um impacto positivo na receita geral, elas também exigem infraestrutura adicional para garantir um crescimento bem-sucedido.”

Adicionando aulas e oficinas, diversificando no atacado, começando assinaturas, vendendo equipamentos, alimentos, mercadorias… existem inúmeras maneiras de os torrefadores diversificarem sua receita. A chave é tomar decisões bem informadas com base em pesquisas de mercado sólidas, boa demanda e os valores de sua marca.

“Mantenha a simplicidade e não reinvente a roda”, diz Felton. “Mantenha o foco em seus principais produtos e valores, certifique-se de desenvolver e entender quais tendências se aplicam ou não à sua marca.”

Lee acrescenta: “Lembre-se de que, no final do dia, são nossos clientes que fazem o seu trabalho viável. Ao criar mais pontos de acesso, você pode conectá-los com seus valores, sua paixão e seu trabalho. Ouça os seus clientes.”

Créditos das fotos: Ballard Brands, Joe Coffee, Ernst Kaffee.

Tradução: Daniela Andrade. 

PDG Brasil

Quer ler mais artigos como este?  Assine a nossa newsletter!

Compartilhar: