15 de junho de 2021

Cuidados no laboratório de torra. Como limpar e fazer a manutenção da sua torrefação?

Limpar e fazer a manutenção da torrefação pode ser uma tarefa difícil – não apenas há muitas peças que precisam de manutenção, desde a torrefação até tubos e despedregadoras, mas geralmente também são enormes, pesadas ou difíceis de alcançar. No entanto, saber fazer a manutenção do torrador é essencial para um torrefador de café.

Uma torrefação malcuidada pode representar riscos tremendos para a sua saúde e a segurança e da sua equipe, além de resultar em danos físicos e perdas financeiras.

Para entender melhor como manter uma torrefação, conversamos com Nicholas Flatoff e Brice Sturmer, técnicos da Usonian Systems, que fornecem uma consultoria especializada e equipamentos especializados para torrefadores de café na América do Norte. Aqui está o que eles recomendam, começando com o torrador e passando para outros equipamentos.

Você pode gostar também de ler Como e quando limpar seu torrador de café

limpar e fazer manutenção torra

Torrefador trabalhando com um Loring Roaster. Crédito: Usonian Systems

Cuidando do seu torrador: o básico

Cada torrador é diferente e nenhum guia genérico compensará as informações detalhadas específicas do seu equipamento. Brice diz: “A melhor coisa para limpar e fazer a manutenção da torrefação é começar olhando o manual do fabricante”.

Ele também recomenda entrar em contato com um técnico ou operador. “Os fabricantes não configuram necessariamente um torrador como um torrador de produção; eles dependem fortemente de um operador e de técnicos como eu para fornecer informações sobre o que realmente está acontecendo com as máquinas quando em uso. Os manuais só vão até certo ponto com os torradores no que diz respeito à manutenção.”

Depois de compreender melhor sua máquina, verifique o registro de horas. “Saber por quantas horas a máquina funciona é a melhor forma de planejar e programar os programas de manutenção preventiva”, ressalta.

Claro, às vezes é mais fácil falar do que fazer. Brice me contou que os torradores costumavam ter contadores de horas, mas os modernos não costumam ter esse recurso. Ele recomenda registrar as horas em uma planilha digital para que seja fácil verificar e compartilhar os dados.

limpar e fazer manutenção torra

Torrefador trabalhando em uma torrefação com uma máquina de Loring. Crédito: Usonian Systems

Como limpar e fazer a manutenção do seu torrador

A regra geral para limpar e fazer manutenção do torrador é manter o fluxo de ar livre de obstruções. Embora isso varie de acordo com seu torrador e estilo de torrefação, de modo geral, você deve limpar o coletor de palha a cada 3 a 5 torras.

Se você tende a fazer torras mais escuras, certifique-se de verificar com mais frequência se o óleo está se acumulando e inibindo o fluxo de ar. Por outro lado, não verifique com menos frequência só porque você está torrando claro: é assim que os incêndios acontecem, sem falar que uma torrefação de baixa qualidade, causada por fluxo de ar limitado, será ainda mais perceptível.

Além do coletor de palha, a bandeja de resfriamento precisa ser limpa ao menos uma vez ao dia. Nicholas diz: “Se você estiver torrando um lote inteiro quatro vezes por hora durante um dia inteiro, provavelmente precisará aspirar a bandeja de resfriamento duas, três vezes ao dia. E isso vale para a maioria dos torradores, de praticamente qualquer tamanho, de 15 a 150 quilos.

“Se você estiver torrando por duas ou três horas seguidas, verifique a bandeja de resfriamento para ter certeza de que não há acúmulo. Certifique-se de que o fluxo de ar não esteja bloqueado.”

Você deve verificar semanalmente a ventilação e os rolamentos. Será que eles precisam de lubrificação? Nicholas disse que, se você os lubrifica com muita frequência, provavelmente está usando o produto errado. “Se você estiver usando o lubrificante adequado para altas temperaturas, liberado para alimentos, não precisará lubrificar os rolamentos todos os dias”, diz.

Preste atenção a isso: o lubrificante para baixa temperatura não exigirá apenas reaplicações frequentes, mas também pode afetar o desempenho da máquina.

Quanto à limpeza profunda do torrador, Nicholas recomenda começar mensalmente e depois ajustar. “Se você achar que precisa fazer isso com mais frequência, ajuste sua programação. Se você achar que mensalmente é um exagero, diminua para uma vez a cada dois meses, três meses, seja o que for. Cada torrador tem seu ritmo e suas necessidades”, conta.

Ao fazer sua limpeza profunda mensal, certifique-se de olhar também para os ventiladores, ciclone para sucção de películas, bandeja de resfriamento e muito mais. Troque qualquer fita que precisar e veja se você precisa substituir as vedações. Inspecione a folga do tambor para ver se precisa de ajuste.

Limpe as tubulações a cada seis meses. E a cada 2.000 horas ou mais (o que significa oito horas por dia, cinco dias por semana, é aproximadamente uma vez por ano), é provável que você precise substituir os rolamentos. Você também deve ajustar a ignição do torrador e verificar o fluido da transmissão da caixa de marchas anualmente.

Ao longo do ano, certifique-se de verificar regularmente todas as partes que possam acumular qualquer palha ou poeira. Nicholas diz: “É bastante incomum recebermos uma chamada de manutenção de emergência e chegarmos ao local e encontrar um torrador limpo.”

torrefação

Torradores sendo instalados. Crédito: Usonian Systems

Como limpar e fazer a manutenção do resto da sua torrefação

Para limpar e fazer a manutenção da torrefação como um todo, diariamente, deve-se tirar o pó e varrer as instalações, bem como esvaziar o aspirador e o lixo, de forma a minimizar os riscos e cumprir as normas de higiene e de segurança.

Todas as semanas, dê uma olhada nos dutos para verificar possíveis vazamentos ou obstrução do fluxo de ar.

Uma vez por mês, verifique se o medidor de monóxido de carbono e os dutos estão funcionando. Faça uma limpeza completa das instalações também. Nicholas diz: “Você precisa limpar aqueles espaços apertados com uma escova de aço e um aspirador pelo menos uma vez por mês”.

Agende uma limpeza pesada trimestral da sua despedregadora, carregador e qualquer outro equipamento que você tenha. Este é um bom momento para verificar também se o extintor de incêndio está em dia e funcionando, bem como checar os protocolos de incêndio e revisar os planos de segurança com sua equipe.

Por último, verifique a pós-combustão anualmente.

No entanto, lembre-se de que cada torrefação é diferente. Especialmente no que diz respeito a limpar e fazer a manutenção da torrefação. Brice recomenda prestar atenção onde o acúmulo ocorre e, em seguida, ajustar seu plano de limpeza. Pode haver algumas áreas que você precise inspecionar com mais frequência, devido ao seu fluxo de trabalho e rotatividade.

café torrado

Grãos recém-torrados esfriando. Crédito: Will Dutton.

Sinais de alerta para prestar atenção

Você criou um plano de manutenção e está limpando regularmente. Isso significa que está tudo sob controle? Não necessariamente. Fique atento a sinais de que algo precisa de atenção extra, especialmente estes dois:

Ruídos incomuns

Sons inesperados vindos da sua máquina? Nicholas me disse que há duas causas comuns: “a primeira sendo os rolamentos, e a segunda, o tambor”.

Ele associa ruídos de arranhões e raspões no tambor, e ruídos de rangidos nos rolamentos. No entanto, sem inspecionar o torrador, é impossível saber qual é o problema.

Faça o que fizer, não deixe de consertar urgentemente. Nicholas diz: “Esses [ruídos] são indicadores de que algo está errado. Isso pode não ter danificado o torrador ainda, mas se você continuar a torrar nele sem fazer nada a respeito, pode criar danos potencialmente irreparáveis ao torrador”.

Está ouvindo ruídos estranhos que não parecem arranhões, raspões, chiados ou rangidos? Não vale a pena esperar. Verifique imediatamente. Você não quer ter que substituir seu torrador só porque você deixou um problema causar danos significativos, certo?

Mudanças nos perfis e desempenho do torrador

“Qualquer mudança no resultado final do seu perfil” deve chamar sua atenção, segundo Brice.

“Se suas torras, de repente, estão ficando muito mais longas ou mais curtas, e você não está mudando nada na operação, isso pode ser uma indicação de um problema de fluxo de ar ou talvez problemas do queimador, e esses são os dois sistemas que precisam ter manutenção regular ”, diz ele. É o momento de pensar em limpar e fazer a manutenção da torrefação.

torrefação

Torrador recém-instalado. Crédito: Usonian Systems

Aderir ao seu plano de manutenção é crucial

Você provavelmente está trabalhando sem parar para torrar todos os seus pedidos no prazo, fazer controle de qualidade, xícara, refinar perfis de torrefação, treinar novos funcionários, verificar as embalagens, fazer marketing e vendas e muito mais. No entanto, a manutenção do torrador não pode atrasar. É uma prioridade tão alta quanto a entrega dos pedidos.

Nicholas diz: “O maior problema que vemos, quando um torrefador ignora algo estranho, seria o dano ao tambor ou quando o tambor realmente emperra. O tambor pode começar a raspar na placa frontal do torrador e jogar grãos para fora. ”

Ele me disse que viu um tambor que havia afundado até “um quarto de polegada”, ou 6 mm, do painel frontal.

“Você está observando danos potenciais ao eixo, danos potenciais ao painel frontal, ao tambor, ao motor, à caixa de engrenagens”, ele continua. “Se você se deparar com uma situação em que a folga do tambor não seja precisa, isso pode sair muito caro. E se você simplesmente ignorar esse problema, isso pode destruir o torrador.”

Depois, há o risco de incêndio, o risco para a saúde dos funcionários e as muitas maneiras pelas quais você pode danificar outros itens do equipamento.

Tanto Brice quanto Nicholas concordam que é crucial planejar e cumprir um cronograma de manutenção. Defina quem fará as tarefas e peça a equipe que as realizem em horários específicos. Peça ao responsável para além de assinalar a tarefa executada também adicione quaisquer observações que tenha. Isso pode ajudá-lo a identificar os problemas logo no início.

E, o mais importante de tudo, se algo parecer errado, preste atenção. É essencial limpar e fazer a manutenção do seu torrador.

Brice me disse que existem dois segredos para uma boa manutenção do seu torrador de café: mantê-lo limpo e “saber qual é o seu estado normal, para assim saber identificar o que está fora do normal quando isso acontecer”.

Nicholas também recomenda prestar atenção ao seu instinto. “Muitos torrefadores estão extremamente sintonizados com suas máquinas”, diz ele. “Se você está torrando no mesmo torrador há um, cinco ou dez anos, saberá melhor do que ninguém se há algo errado com aquela máquina.”

“Confie nesse tipo de sexto sentido que os torrefadores têm em relação às suas máquinas. Se algo estiver errado, não diga apenas ‘Oh, vai ficar tudo bem’. Na verdade, reserve um momento para checar e, se você não tiver certeza do que está acontecendo com ele, uma ligação para um especialista geralmente é de graça.”

Crédito da foto em destaque: Jon Stanford.

Observação: este artigo foi patrocinado pela Usonian Systems.

Tradução: Daniela Andrade. 

PDG Brasil. 

Quer ler mais artigos como este? Assine a nossa newsletter!