7 de abril de 2021

Producer & Roaster Forum Virtual: resumo do 2° dia

Ontem, 6 de abril de 2021, foi o segundo e último dia do Producer & Roaster Forum Virtual, o evento digital líder no setor cafeeiro que reúne profissionais de todo o mundo.

Nos dois dias, o PRF Virtual deu as boas-vindas a mais de 1.500 participantes, incluindo mais de 1.000 produtores. Mais de 800 empresas e organizações foram representadas no evento, e os participantes vieram de mais de 50 países diferentes.

No segundo dia em particular, houve um foco renovado na capacidade de networking do evento, já que os participantes usaram os recursos de Estandes Virtuais, Mesas e Speed Networking para continuar algumas das discussões iniciadas por painéis e palestras.

Para saber mais sobre o que aconteceu no segundo dia do PRF Virtual, continue lendo.

Quer saber mais sobre o Virtual PRF? Clique aqui!

O segundo dia de PRF Virtual começou com uma série de palestras. Marcela Pino, da Food For Farmers, começou com sua palestra intitulada Crop Diversification: Scaling Impact.

A diversificação de culturas é um tópico importante para os produtores de café. A palestra de Marcela analisou como produtores podem começar a cultivar outras culturas comerciais para se tornarem mais estáveis ​​financeiramente, caso haja problemas com a colheita do ano.

Depois disso, o evento ouviu Fred Georget, do centro de pesquisas francês CIRAD. A micropalestra de Fred, Creation of New Varieties of Arabica to Cope With The Impact of Climate Change, examinou a pesquisa do CIRAD e outros organismos de pesquisa agrícola.

Ele examinou o impacto das mudanças climáticas sobre os produtores de café, e como novas variedades híbridas da planta arábica estão sendo cultivadas para resistir a elas.

Após a micropalestra de Fred, os participantes ouviram Jessenia Argüello, do Mercon Coffee Group. A palestra de Jessenia, intitulada How LIFT Builds A Better Coffee World, explorou o programa LIFT da Mercon e como ele melhora a sustentabilidade ao longo de toda a cadeia de abastecimento do café.

Após essas três palestras, o PRF Virtual deu as boas-vindas ao primeiro painel do seu segundo dia, com palestrantes do Lutheran World Relief. O painel Youth and Women in Coffee Growing: The Business Case for Inclusive Coffee Industry apresentou quatro representantes da LWR: Rick Peyser, Ana Ruth Guerra, Dilicia Vasquez e Roselle Agner.

Neste painel, Rick, Ana, Dilicia e Roselle exploraram os vários desafios para mulheres e jovens cafeicultores na produção de café da América Latina e analisaram por que uma maior inclusão pode apoiar a sustentabilidade de forma mais ampla.

O painel foi seguido por uma palestra de Massimo Battaglia, da Accademia del Caffe Espresso, Understanding Coffee Through Research and Interaction with Origins. A palestra de Massimo argumentou que a pesquisa prática e a interação na origem estão levando a uma maior conscientização e compreensão da produção de café nos países consumidores e produtores.

Seguiu-se o painel Millennial Coffee Trends, com a participação de Ralf Rueller do The Barn, Nicole Ferris da Climpson & Sons, e do moderador Jordan Montgomery do PRF.

Este painel explorou as tendências de um dos grupos demográficos mais importantes do setor cafeeiro: os millenials. Pessoas de 23 a 38 anos constituem a maior porcentagem dos bebedores de café do mundo, o que os torna compreensivelmente um mercado-alvo importante para torrefadores, cafeterias e produtores.

Em seguida, veio o tão aguardado Market Access: The Middle East, apresentando Maria Pavani do Tres Marias Coffee, Osamah Alawwam do The Roasting House, Abdulrahman Saeed do Sabcomeed e Karthikeyan Rajendran do THREE Speciality Coffee.

Maria, Abdulrahman, Osamah e Karthikeyan falaram longamente sobre as oportunidades para negócios que operam ou pretendem operar no Oriente Médio, um dos mercados de café de crescimento mais rápido do mundo.

O próximo painel foi intitulado Profiling The North American Coffee Drinker e contou com Andi Trindle Mersch da Philz Coffee, Adam Pesce da Reunion Island Coffee Roasters e Jennifer Yeatts da Higher Grounds Trading Co.

Com uma estimativa de mais de 150 milhões de bebedores de café no continente, a América do Norte representa um importante mercado consumidor de café. Andi, Adam e Jennifer falaram sobre o que os consumidores mais procuram nos Estados Unidos e Canadá, e observaram como as marcas podem faturar com essas tendências.

Na sequência ocorreu a palestra de Diego Lara, da GrainPro: How Storage and Handling Affect the Quality of Green Coffee..

A pós-colheita é uma área crítica para os produtores de café; Diego detalhou como o armazenamento de qualidade e o manuseio cuidadoso podem combater as questões ambientais e maximizar a qualidade para o consumidor final.

Após uma breve pausa para um café, o PRF Virtual voltou com uma palestra de Maurizio Giuli, do Simonelli Group, intitulada Coffee Waves & The Role of Espresso. Esta palestra teve foco no papel do café espresso ao longo da história do café, da comercialização em massa no século 20 ao surgimento da rede de cafeterias e além.

O evento foi encerrado com dois painéis finais de discussão. O primeiro foi Exotic Coffees & Processing Methods, com Dimitri Slukin da Fest Coffee Mission, Ricardo Oteros da Supracafe e Alex Brooks de Lallemand.

O painel explorou como os produtores estão experimentando o processamento e usando técnicas novas para criar perfis de sabor complexos, desconhecidos e exóticos. Também examinou como o processamento pode ser aproveitado, não apenas para melhorar a qualidade do café, mas também para mantê-la.

O último painel do evento foi intitulado FOB vs Farmgate Price, apresentando Sam MacCuaig da Keynote Coffee, Stephen Bannister da Condesa Co Lab, Mayra Orellana Powell da Royal Coffee e Catracha Coffee e Maritza Midence da Highland Coffee Company.

Este painel de discussão pré-gravado apresentou quatro especialistas em café verde procurando responder a uma pergunta simples: preços mais altos significam necessariamente mais lucro para o produtor? Ele explorou como cafeterias e torrefadores podem responder a essa pergunta e examinou se um pagamento maior pelo café ou não torna a cadeia de abastecimento mais sustentável.

O evento foi encerrado com uma breve sessão dos organizadores Julio Guevara e Henry Wilson, que agradeceram a presença de todos e refletiram sobre alguns comentários recebidos.

Com mais de 1.500 participantes, maior envolvimento do que nunca no segundo dia, e uma série de discussões pós-painel continuando as conversas após a conclusão de cada sessão principal, o PRF Virtual, sem dúvida, alcançou seu objetivo de promover uma discussão construtiva sobre as verdadeiras questões e inovações no setor cafeeiro.

Para saber mais sobre o PRF virtual e os fóruns de produtores e torradores futuros, visite o site do evento aqui.

Para obter mais informações sobre os palestrantes do PRF Virtual, leia este artigo.

Traduzido por: Ivan Petrich

PDG Brasil

Gostaria de ler mais artigos como este? Assine nossa newsletter!