3 de março de 2021

Como minimizar lesões e maximizar o conforto atrás do balcão

Passar horas em pé, interagir com clientes, operar máquinas e preparar bebidas são apenas algumas das tarefas que os baristas executam diariamente. Transformar grãos em bebidas envolve muita coisa, incluindo a moagem, compactação, medição, preparação e serviço. É um trabalho divertido – mas que também  pode causar um estrago no seu corpo, caso não haja consciência.

Por ser uma atividade tão enérgica e ativa, pode ocasionar tensões e distorções, se você não prestar atenção nos movimentos que faz. Ao longo do tempo, isto pode causar danos permanentes.

Para se certificar que o tempo que se passa atrás do balcão seja o mais longo e sem dor possível, veja como evitar que as suas tarefas diárias interfiram com o seu desempenho futuro.

Leia em espanhol: Cómo Minimizar Lesiones y Maximizar el Confort Detrás de la Barra

Um barista tirando um café espresso.

Reduzir o esforço das tarefas diárias

Como barista, você passará seu dia movendo suas articulações e músculos em várias posições, enquanto prepara o café dos clientes. Em um único turno, vai bater os porta filtros, compactar espressos com firmeza e inclinar a pitcher para fazer latte art – geralmente em  grande velocidade e inúmeras vezes por hora. 

Além dessas tarefas, você também irá levantar e empacotar entregas pesadas, contêineres e pacotes em espaços estreitos e complicados, ou alcançar prateleiras que podem estar muito altas ou baixas. Não é de se admirar que um estudo da Wilfred Laurier University tenha descoberto que a maioria dos baristas questionados sofre de dores nas costas e nos ombros atribuídas ao seu trabalho.

Compreender os riscos presentes no dia-a-dia do trabalho pode ajudá-lo a melhorar as suas ações antes que a fisioterapia seja necessária – ou em casos graves, antes que ocorram danos permanentes. 

Apenas os médicos podem diagnosticar e tratar lesões relacionadas ao local de trabalho, mas existem algumas formas de reduzir o risco de desenvolve-las.

Você também pode gostar de Cinco coisas em que você pode estar errando como novo barista

Um barista prepara café em duas Kalitas Wave ao mesmo tempo.

Comece com sua postura

Como ser um barista envolve passar muitas horas na vertical, a sua postura desempenha um papel importante. Prestar atenção à sua postura corporal e distribuição de peso é fundamental. Ao balançar e centralizar o peso do seu corpo, você evita não só dores nas costas, pois uma postura ruim pode piorar tudo, de dores musculares, dores de cabeça a azia.

Preste atenção à forma como se posiciona. Você tem a tendência de se inclinar para a frente ou a ficar com o quadril mais para fora? Seus ombros ficam arredondados ou tensionados para cima perto das orelhas? Com alguns ajustes em seu alinhamento, você pode eliminar estes hábitos de postura.

Bram Dekker, Barista Sênior do Bocca Coffee em Amsterdã, entende a importância da postura. Em uma das cidades mais comentadas sobre cafeterias de cafés especiais, ele teve que aprender a estar atento a maneira como se posiciona e se move. Ele diz “tento ser cauteloso com a minha postura – se os meus ombros estão corretos e minha coluna alinhada. Por causa da maioria dos movimentos [que os baristas fazem com o corpo] se inclinando ligeiramente para a frente, é importante … estar atento.” 

Se você acha que sua postura precisa melhorar, tente ficar em uma postura neutra. O NHS recomenda imaginar um fio puxando o corpo para cima, a partir da base da coluna vertebral até o topo da sua cabeça. Daí, prenda seu abdômen, mantendo seus ombros relaxados e paralelos ao seu quadril, e pés alinhados ao quadril. 

Ao centrar o seu abdômen, você aumenta a estabilidade e o equilíbrio em geral, evitando lesões e fornecendo mais força aos movimentos que faz. 

Um barista trabalhando atrás do balcão.

Faça o seu melhor

Ficar muito tempo de pé significa que o que você calça importa. Não é raro chegar a casa com os pés cansados, inchados e com bolhas devido à escolha incorreta do calçado.

O podólogo Patrick Raftery recomenda que, aqueles que precisam se manter em pé por longos períodos no trabalho, escolham sapatos que sejam fechados, fiquem bem presos e que tenham amortecimento interior. Eles também devem ter uma parte traseira firme para dar suporte ao tornozelo, um espaço para movimentar os dedos e um solado largo e antiderrapante. Se você tem predisposição a dores nos pés, também pode investir em meias de compressão ou palmilhas especiais.

Uma vez que ficar em pé gasta 20% mais energia do que ficar sentado, você pode se cansar mais rapidamente. Fazer intervalos regulares programados irá ajudar a reduzir a fatiga do pé. Estes intervalos não precisam ser longos para que você possa ter os benefícios. A pesquisa sugere que intervalos curtos e frequentes de apenas 10 minutos podem aliviar a fadiga muscular e melhorar o bem-estar mental. 

Atrás do balcão de um café.

Controle seus movimentos

Embora a má postura e as longas horas de pé possam causar desconforto e cansaço, os movimentos específicos exigidos dos baristas são os que normalmente provocam lesões. Uma pesquisa realizada por uma companhia de seguros de indenização de trabalhadores norte-americanos mostra que os trabalhadores de cafeterias perderam mais dias devido a lesões no local de trabalho do que quaisquer outros trabalhadores da categoria de restaurantes. As lesões de pulso por esforço repetitivo (frequentemente chamado de Pulso de Barista) resultaram em uma perda média de 265 dias.

Ao cuidar de como você prepara bebidas, você pode reduzir a probabilidade de isso ocorrer. No entanto, vale a pena salientar que não existe uma única técnica correta. Trabalhar confortavelmente muitas vezes depende de fatores como a sua altura e a altura da máquina. Se a máquina estiver muito alta ou baixa, trabalhar nela será desconfortável.

De acordo com Karen fitt, Diretora da Reabilitação Melbourne Hand e Presidente da Associação Australiana de Terapia de Mãos, é comum os baristas desenvolverem lesões relacionadas à compactação manual e o encaixe do porta filtro no grupo da máquina. Estas ações exigem uma postura desconfortável para o ombro e  uma posição com a palma da mão para cima, que pode levar à dor.

Existem algumas orientações para seguir para reduzir o risco de se ferir durante o preparo do café. Para compactar, mantenha o cotovelo em um ângulo de 90 graus e o seu pulso reto. A pressão exercida deve vir do braço, não da palma ou da mão.

Usar uma munhequeira flexível para o pulso pode prevenir lesões secundárias de doenças crônicas como o artrites, a síndrome do túnel do carpo, ou a tendinite. No entanto, Bram adverte que você deve “se cuidar [e] ouvir o seu corpo – se os seus pulsos/costas/ ou qualquer coisa estiverem doendo, não trabalhe um turno extra.. Não vai melhorar, vai piorar cada vez mais se não houver descanso. Esse turno a mais pode fazer com que você fique sentado em casa por uma semana, sem poder trabalhar.”

O balcão de uma cafeteria.

Organize seu ambiente de trabalho  

Depois de ajustar os seus movimentos para que sejam mais suaves para o seu corpo, fique atento à optimização do seu local de trabalho. Você pode não perceber, mas pequenas adaptações à sua volta podem melhorar o seu fluxo de trabalho. Isto, por sua vez, pode fazer uma grande diferença  no quanto você tensiona o seu corpo, e deixar seu dia de trabalho mais fácil.

Kaspar Tammjarv, instrutor barista freelance e campeão holandês de latte art, é um grande adepto a ajustar seu local de trabalho de forma que ele trabalhe para você. “Por ter dores nas costas, tento minimizar rotações incômodas e curvamentos do meu corpo. Isto significa que, em cafeterias de grande volume, mantenho o leite perto da saída de vapor ou em cima do refrigerador, pronto para ser utilizado e configuro a minha estação com um fluxo da esquerda para a direita para minimizar os movimentos para a frente e para trás.” 

O tipo de ajustes que você precisará fazer dependerá das suas preferências pessoais e do ambiente físico de onde trabalha. Kaspar observa que “há sempre ajustes pequenos que podem ser feitos para ajustar seu corpo. Nunca tenha medo de reorganizar um pouco, se fizer mais sentido para a forma como se movimenta.” 

Um barista trabalhando atrás da máquina de espresso.

Uma inclinação desconfortável, torção, ou agachamento pode não parecer um grande problema. No entanto, quando você está fazendo esses movimentos às pressas, dezenas de vezes ao dia, a tensão em seu corpo pode aumentar. Manter a sua estação organizada de forma linear irá minimizar esta situação, assim como garantir que você se incline e se levante utilizando as técnicas corretas. 

De acordo com a Clínica Mayo (um centro médico acadêmico americano sem fins lucrativos), você deve observar os seguintes movimentos ao levantar um objeto grande ou pesado:

  • Comece ficando o mais próximo possível do objeto. Se ajoelhe com uma perna no chão ou se agache com o objeto entre os joelhos. 
  • Tensione o seu abdômen e levante o objeto. Dê força ao movimento com as pernas, respirando normalmente e descansando o objeto no joelho antes de se levantar.
  • Usa as pernas para ficar de pé. Não torça o corpo e mantenha o objeto próximo a você.

Fazendo isso, você irá reduzir a tensão nas costas e nos joelhos ao ativar o abdômen e as pernas.

Um porta filtro sobre uma balança.

Ser barista pode ser desafiador – tanto física como mentalmente. Felizmente, um pouco de consciência e medidas preventivas podem ajudar muito na prevenção de dores e lesões. Prestando atenção aos seus movimentos diários, você pode seguir tendo uma carreira longa e saudável  fazendo o que ama atrás do balcão.

Traduzido por Daniela Melfi

Créditos das imagens: Neil Soque, Fernando Pocasangre

PDG Brasil

Nota: os conselhos fornecidos neste artigo são baseados nas experiências pessoais do autor. Não se destina a substituir os cuidados médicos. Sempre consulte seu médico antes de implementar qualquer conselho médico.

Gostaria de ler mais artigos como este? Assine nossa newsletter!