25 de junho de 2020

Guia de Comparação de Métodos de Preparo de Café em Casa

Procurando por novos métodos de preparo de café em casa? Você tem muitas opções. Cada uma delas produzirá um café com gosto diferente – sem mencionar que possuem diferentes níveis de dificuldade.

Essa variedade é uma das melhores coisas dos cafés especiais e da terceira onda: é fácil encontrar a xícara perfeita para você. Porém, experimentar também pode ser intimidador. Não tema: nós resumimos as diferenças entre os principais métodos de extração além de preparar algumas dicas úteis.

Veja também: Ciência do Café: de Onde Vem os Sabores do Café?

passando café

Crédito: B4B Design Group.

Vamos começar com os filtrados…

O Hario V60

Nomeado por seu característico cone de 60⁰, esse é um dispositivo popular de extração por gotejamento. Ele oferece consistência e um perfil de sabor deliciosamente limpo. Ele também é fácil de experimentar com os parâmetros de extração, como a temperatura da água, tamanho da moagem, e a proporção entre café e água.

Utilize um tamanho de moagem médio para fino e, após o bloom, despeje a água em círculos concêntricos diretamente na cama do café. Você pode tentar despejar por pulsos, ao verter pequenas quantidades de água em determinado tempo.

Prepare com ele se: você quer uma xícara limpa, deseja manipular receitas, ou não se importa com um pouco de desafio.

hario v60 é um método de preparo de café

Crédito: coffeebyed

A Kalita Wave

A Kalita Wave é um filtro para gotejamento/despejamento do café, semelhante ao V60, mas vem com algumas diferenças fundamentais. Antes de tudo, ela tem uma base plana com três pequenos orifícios. Isto afeta o fluxo de água, permite que ela se acumule no fundo antes de gotejar. Por sua vez, isso contribui para uma xícara de café mais consistente e tolerante.

Prepare como se fosse no V60, inclusive a moagem média-fina.

Prepare com ela se: você quer café filtrado e gosta da ideia de uma extração mais lenta.

kalita wave

Crédito: Alvin Suhardjhono.

A Chemex

A Chemex é, visualmente falando, um espetáculo. De fato, ela até possui um lugar no Museu de Arte Moderna em Nova Iorque. Além disso, diferentes de outros dispositivos de filtragem, você pode preparar até 8 xícaras por vez.

Quanto ao café, a melhor coisa sobre esse método são os seus filtros. Eles são mais grossos que a média, o que deixa muitos dos óleos fora da xícara final. Contudo, devido ao formato em V da Chemex, pode ser difícil garantir consistência na extração.

Ah, e diferente da maioria dos filtrados, a Chemex geralmente funciona melhor com uma moagem média-grossa.

Prepare com ela se: você valoriza um café extremamente limpo, deseja preparar um café filtrado para mais de uma pessoa ao mesmo tempo, consistência não é sua maior prioridade.

chemex método de preparo de café

Crédito: E.J. Schiro

Você pode gostar de: Fundamentos de Preparo: Como Melhorar o seu Café

Cafeteiras

As cafeteiras são normalmente associadas com má qualidade, café queimado feito há horas antes de servir. Contudo, as atitudes agora estão mudando e há uma variedade crescente de cafeteiras certificadas pela Specialty Coffee Association (SCA). Algumas cafeterias de cafés especiais até preferem elas às de preparo manual.

A boa notícia é que cafeteiras avaliadas especiais são mais fáceis de controlar. Você pode, muitas vezes, determinar a temperatura no grau mais próximo, simular os pulsos, controlar o bloom, entre outros. Nas mais avançadas, você até pode definir uma temperatura variável ao longo do preparo para controlar a extração.

Tipicamente, você desejará uma moagem média, mas com a grande variedade de cafeteiras disponíveis, seria melhor verificar as recomendações para sua marca.

Prepare com elas se: você deseja uma extração consistente que possa servir várias pessoas de uma vez, e não se importa de pagar um pouco mais pelo equipamento ou de sentir falta do ritual do preparo.

behmor brazen plus

Crédito: Amec Velásquez

Mudando para a imersão…

A Clever

Esse dispositivo talvez pareça mais um filtrado, mas na realidade é uma combinação de filtragem e imersão. Com uma válvula na base, você submerge o café moído completamente na água e a extração acontece. Então, quando você estiver pronto, abra a válvula e filtre o café. Quanto ao tamanho da moagem, você desejará uma configuração média-grossa.

Prepare com ela se:  você quer o melhor dos dois mundos, ou realmente valoriza consistência.

clever

Crédito: Prevail Union.

A Prensa Francesa

Uma das mais conhecidas e simples ferramentas de fazer café, a Prensa Francesa é frequentemente (embora nem sempre) desprezada pelos consumidores de café especial. Porém, alguns truques simples podem melhorar o perfil do sabor.

Acima de tudo, certifique-se que após pressionar, você decante o café. A falha em fazê-lo deixará o preparo exposto aos grânulos, continuando a extração. E porque os componentes do amargor são os últimos a serem extraídos, você terminará com uma xícara de café que trava a boca.

Normalmente, uma moagem mais grossa é recomendada, mas algumas pessoas reportam ter melhores resultados quando experimentam com a moagem e com o tempo de imersão.

Prepare com ela se: você gosta de corpo e um método simples de extração.

consumidor em uma cafeteria

Crédito: Rachel Gorjestani.

A AeroPress

Uma inovação leve, portátil e durável da Aerobie, Inc., a AeroPress é amada por aqueles que fazem café fora de casa. Estejam caminhando, velejando ou voando de balão, ela oferece um bom café rapidamente.

Você pode esperar uma extração encorpada desse método, mas há bastante espaço para experimentação. Enquanto a AeroPress é fácil para os iniciantes, ela é também o único método de extração que tem o seu próprio campeonato (além da máquina de espresso, é claro).

Há duas formas populares de extrair na AeroPress: invertida e tradicional.

Invertida:

  1. Coloque o êmbolo de cabeça para baixo no balcão, e, a seguir, pegue o “tubo” da Aeropress e empurre sobre a vedação do êmbolo. Você quer que ele fique, aproximadamente, a 1 cm abaixo do êmbolo.
  2. Coloque o café recém moído dentro do tubo para que ele se acomode sobre a vedação do êmbolo. Dependendo de suas preferências, você pode usar uma granulometria entre fina e média-grossa.
  3. Adicione água e deixe o café fazer o bloom.
  4. Adicione a água restante de uma só vez e agite (é opcional, mas recomendado).
  5. Quando estiver pronto, adicione a tampa do filtro com o filtro de papel lavado na parte superior, vire a AeroPress sobre sua xícara e pressione.

Tradicional:

  1. Adicione a tampa do filtro com o filtro de papel lavado ao “tubo” do AeroPress, e o posicione no topo da sua xícara.
  2. Adicione o café recém moído. Dependendo de suas preferências, você pode usar uma moagem de fina para média-grossa.
  3. Adicione água e deixe o café fazer o bloom.
  4. Adicione a água restante de uma só vez.
  5. Misture.
  6. Insira o êmbolo por aproximadamente 1 cm, e então o puxe para cima para criar sucção (isto prevenirá a água de passar por ele).
  7. Quando estiver pronto, aperte.

Prepare com ele se: você quer um café para viagem ou uma bebida encorpada.

Veja também: Entendendo a Extração de Café e o Mito do “Café Forte”

aeropress é um método de preparo de café

Crédito: Michael Flores.

Hora das máquinas de espresso – ou “quase…”

A Máquina de Espresso Caseira

Para aqueles que realmente amam seu espresso, há alguns substitutos para a máquina de espresso caseira. No entanto, é um investimento alto – tanto em termos de máquina inicial quanto de acessórios. Uma máquina de espresso nova, de alta qualidade para o consumidor, inicialmente custa em torno de R$ 3.000,00.

Como alternativa, você pode comprar máquinas de café espresso manuais/portáteis. Elas terão menos recursos que uma máquina de café espresso caseira e podem variar de qualidade. Contudo, elas normalmente são mais baratas e podem ser usadas em acampamentos ou em viagens.

É claro que, preparar café espresso é completamente diferente de um filtrado ou por imersão: você está falando em pó de café extrafino que você deve compactar antes no porta-filtro; um tempo de extração curto e doce; e grandes oportunidades para a manipulação de receitas (dependendo da qualidade de sua máquina).

Prepare com ela se:  você realmente ama seu espresso e não se importa com o preço elevado.

Leia: Entendendo o Rótulo da Embalagem de Café Torrado

shot de café espresso

Crédito: Michael Flores.

A Moka Bialetti

Assim como a Prensa Francesa, esse tradicional dispositivo de extração tem má reputação – e assim como a Prensa Francesa, algumas dicas podem melhorar sua extração.

Coloque café finamente moído dentro da câmara, adicione água, e ponha a cafeteira sobre o fogão: é, realmente, simples assim. No entanto, tradicionalmente o preparo da Moka resulta em uma extração com gosto de queimado ou de cinzas. Para ter certeza de que isto não acontecerá com o seu café, aqueça a água de antemão. Usar água em temperatura ambiente ou fria deixará o pó do café sobre a superfície do metal por muito tempo.

Quanto ao café, a cafeteira Moka foi projetada como uma máquina de café espresso de fogão. Ela não criará muita pressão como uma máquina de café espresso, no entanto – e a pressão é essencial para o café espresso.

Prepare com ele se: você quer um café como o espresso, mas sem pagar muito.

moka bialetti é um método de preparo de café

Crédito: Annie Spratt.

Agora vamos dar uma olhada em alguns dispositivos de extração menos usuais… (nota: eles não foram projetados para iniciantes!)

O Sifão

Se há um dispositivo de extração que fará você se sentir um cientista, ele é o sifão. Com uma mistura das tecnologias de imersão e de filtragem, ele apresenta uma chama viva, diversas câmaras de vidro, e os poderes da ciência. É frequentemente descrito como produtor de uma xícara encorpada, mas limpa.

Leia nosso guia detalhado aqui.

Prepare com ele se: você não se importa de trabalho pesado, ama tanto o corpo quando a clareza, e deseja uma vibe de tecnologia a vapor.

sifão é um método de preparo de café

Crédito: Sabri Tuczu.

O Ibrik/Cezve

Este dispositivo de extração único e profundamente histórico veio da Turquia, que costumava a ser o Império Ottomano. É conhecido por seu sabor amargo, pelo elaborado ritual de extração e moagem extremamente fina – tão final que você possivelmente teria que comprar um moedor especial.

Para preparar o café, você precisar comprar um ibrik ou cezve. Bem como água e (opcionalmente) açúcar para a cezve, além de aquecê-lo sobre o fogão ou areia quente. À medida que ferve, adicione o pó do café. Espere que o preparado em ebulição alcance o topo da cezve, remova-o rapidamente do calor e coloque-o novamente. Faça esse processo três vezes e estará pronto para servi-lo!

 O resultado é um café encorpado, tradicional, com a borra ainda em seu interior – e uma demonstração que impressionará qualquer convidado ou espectador. Você também ouvirá o chamarem de café turco.

Prepare com ele se: você deseja uma experiência cultural, como um café mais amargo ou adoçado, e não se importa muito com trabalho pesado.

Crédito: Edgar González para o Oro Maya Café.

Há muitos outros dispositivos de extração que não mencionamos aqui: a terceira onda do café é uma indústria marcada pela inovação. No entanto, esses 11 são os principais que você encontrará.

Independente do dispositivo que você escolha, eu o encorajo a experimentar com receitas, configurações de moagem, entre outros. Uma das coisas incríveis sobre o café especial é a capacidade para fazer o café perfeito de sua preferência. Então, o que você está esperando?

Traduzido por Sandra Sousa.

Gostaria de ler mais artigos como este? Assine nossa newsletter!