15 de maio de 2020

Um Guia para Escolher um Bom Moedor de Café

Você está procurando por um sabor ainda melhor no seu café? Neste caso, talvez seja hora de investir em um novo moedor de café. Porém, com todas as opções no mercado, pode ser difícil escolher a melhor máquina para você.

Não tenha medo. Estou aqui para detalhar algumas das mais importantes informações que você precisa saber antes de comprar um moedor de café, desde porque moedores de café são importantes até a escolha entre moedores de disco e de lâmina, eu explicarei tudo isso. Então vamos lá!

Veja também: Mexer ou Não Mexer o Café? Isso Melhora o Meu Coado?

Grãos de café prestes a serem moídos.

Por Que Comprar um Moedor de Café?

1. Café pré-moído não é tão bom

Aquele saco de café pré-moído já não era fresco muito antes de você comprá-lo. Quando você mói o café, ele imediatamente começa a liberar aromas, e você notará a diferença que isso faz na xícara. Uma bebida extraída com café que foi moído há apenas quinze minutos não terá os mesmos sabores e cheiros próprios da bebida feita com grãos recentemente moídos. E se você estiver comprando cafés especiais, vai querer extrair seu melhor sabor.

2. Você quer o tamanho certo da moagem para sua extração

Você sabe o tamanho da moagem necessária para o seu método de extração e receita favoritos? Cada método de extração tem um nível de moagem ideal. Mesmo que o café pré-moído não fique velho, ele talvez tenha uma moagem muito grossa ou muito fina. (Vale a pena mencionar que, enquanto a maioria dos moedores oferecem uma boa diversidade de tamanhos, alguns não moem fino o suficiente para um café turco).

3. Você quer variar entre os métodos de extração ou receitas

Vamos dizer que você tem vários métodos de extração: um V60, uma prensa francesa, e uma máquina de espresso. Por que você deveria comprar cafés distintos para seus diferentes métodos de extração quando você poderia comprar um único saco de café e moê-lo apropriadamente em casa?

E mais, o tamanho da moagem é a chave da extração e, ao experimentar leves variações nela, você pode controlar o sabor do seu café. Isto é especialmente verdade se você está extraindo com uma V60, que funciona bem com uma ampla variedade de tamanhos de moagem, tempo de extração e receitas.

Você também pode gostar: Como Fazer Café em Casa: Um Guia para Iniciantes

café na cúpula

Café na cúpula do moedor pronto para ser moído

4. Você não aguenta mais café ruim ou inconsistente

Uma moagem inconsistente pode levar a uma extração ruim, seja o problema amargor, acidez, ou simplesmente que você não consegue obter o mesmo sabor mais de uma vez. Porém, quando você usa um moedor de baixa qualidade, provavelmente terá grânulos grossos e finos (boulders e fines) misturados no seu pó.

Agora imagine: você comprou um café excepcional (provavelmente pagando um valor alto por ele), mas agora não consegue fazê-lo ter o mesmo sabor da cafeteria, e isso tudo por causa do seu moedor.

5. Você quer ter mais controle sobre o seu espresso

Você quer melhorar o seu espresso? Então é hora de um pouco de técnica! Temperatura e umidade, a hora do dia, e até há quanto tempo o grão foi torrado podem afetar o tamanho ideal da moagem para a sua máquina de espresso e sua receita. Por exemplo, quando a umidade é alta, os grãos de café irão absorver parte da umidade.

Ter um bom moedor permitirá que você tenha mais precisão sobre a moagem dos grãos de café, isto significa que você pode ter o mesmo café maravilhoso apesar do tempo, da hora do dia, ou se seus grãos são alguns dias mais velhos.

Café recém-moído e pronto para a extração. Crédito: Rafaella N. Rossi

Como Escolher um Moedor: Disco vs. Lâmina

Agora que sabemos o porquê moedores são importantes, vamos começar observando as opções disponíveis. A primeira coisa que você precisa considerar é se vai querer um moedor a disco ou à lâmina.

Moedores à Lâmina:

Moedores à lâmina são exatamente como o nome sugere: eles têm lâminas que cortam os grãos de café em múltiplas partes. No entanto, lembre-se que a moagem é uma operação violenta e os moedores à lâmina atingem o grão de café de forma agressiva. Com isso, você pode esperar vários grânulos grossos e finos.

Com esse tipo de moedor, você controla o tamanho do pó por meio do tempo. Quanto mais tempo o moedor funciona, mais fina será a moagem. Alguns modelos possuem timers que o ajudam nesse controle.

Vantagem: eles são baratos e acessíveis aos iniciantes no preparo do café.

Desvantagem: eles produzem uma moagem desuniforme, o que pode ser um problema sério, especialmente se você gosta de café turco ou espresso.

Moedores a Disco

Estes possuem dois discos, um que fica parado e o outro atrelado ao motor e rotores. No lugar de fatiar os grãos de café, esse tipo de moedor os tritura. Uma vez que a força de impacto não é concentrada em um ponto específico, a moagem tende a ser mais consistente. Você terá alguns grânulos finos e grossos, mas menos do que teria com um moedor a lâmina.

Vantagem: Precisão, melhor consistência e melhor controle. Se você gosta de peneirar seus grãos, terá um descarte menor.

Desvantagem:  Preço. Alguns moedores também são maiores e mais pesados que um moedor a lâmina, além de consumirem mais energia.

Uso de um moedor a lâmina. Crédito: Rafaella N. Rossi – Aventuras da Barista.

Tipos de Moedores a Disco: Plano vs. Cônico

Digamos que você decidiu por um moedor a disco. Essa decisão não acaba aqui! Agora, você precisa escolher o tipo de disco.

Discos Planos

Discos planos usam a força centrífuga para lançar os grãos contra os dentes do disco. Você ajusta seu perfil de moagem movendo os discos para que fiquem mais juntos (para uma moagem mais fina) or mais afastados (para uma moagem mais grossa).

De acordo com Annette Moldaver, em seu livro Das Kaffee Buch, discos planos são mais baratos que discos cônicos, mas precisam ser repostos depois da moagem de 250 a 600 quilos de café.

Discos Cônicos

Alguns conhecedores de café acreditam que os discos cônicos são mais precisos porque podem ser ajustados em graus. Tristan Stephenson afirma, em The Curious Barista’s Guide to Coffee, que discos cônicos dão um corte de aproximadamente 60 graus, em contraste aos discos planos que são paralelos. E mais, eles apenas precisam de reposição após 750 a 1.000 quilos moídos, segundo Moldaver.

Interior de um moedor de café de disco

Interior de um moedor de disco plano. Crédito: Rafaella N. Rossi – Aventuras da Barista

Material dos Discos: Aço ou Cerâmica

Discos normalmente são feitos de dois materiais diferentes: aço e cerâmica. Acredite ou não, a escolha pode ser controversa e na maioria das vezes recai sobre condutividade térmica. O aço é um bom condutor térmico, o que significa que os discos irão aquecer e esfriar rapidamente. Os discos de cerâmica possuem uma condutividade térmica baixa, o que os levará mais tempo para aquecer e esfriar.

Além disso, discos de cerâmica costumam ter um tempo de vida mais longo e são mais caros. Porém, eles também são mais frágeis. Isso provavelmente não deve ser um problema, a menos que você tenha uma pequena pedra em seu funil, mas é motivo para que alguns compradores prefiram os discos de aço.

lâmina plana moedor de café

Disco de aço. Crédito: Mettricks Woolston

Outros Pontos a Serem Considerados

Nós olhamos o básico, mas há muitas outras coisas a se considerar ao investir em um moedor. São elas: tamanho, número de ajustes da moagem, opções de dosagem, tamanho do funil (onde os grãos ficam armazenados), velocidade da moagem, preço ideal, voltagem…

Um fator importantíssimo é saber se você quer um moedor especial para espresso ou não, uma vez que estes costumam ser mais robustos (e caros!). Similarmente, alguns moedores oferecem uma dosagem padrão, enquanto outros, dosam em função do tempo.

O moedor perfeito não existe. Contudo, há máquinas fantásticas no mercado que oferecem uma ampla variedade de configurações. Os fabricantes de moedores estão trabalhando duro no contínuo desenvolvimento de novos produtos. Pesquise, pense sobre suas necessidades e escolha o melhor moedor para você e seu hábito de beber café.

Traduzido por Sandra Sousa

PDG Brasil

Gostaria de ler mais artigos como este? Assine nossa newsletter!